quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

EXEMPLO DE PROJETO

Trago para vocês um exemplo de projeto, que desenvolvi durante meu estágio supervisionado no curso de pedagogia. Para construir esse projeto fiz duas semanas de observação em uma realidade da rede municial de Porto Alegre.

Nome: Emili Passos Araujo
Instituição: EMEI
Turma: Jardim A
Numero de Alunos: 25
Nome da Professora: ........

TÍTULO: “Descobrindo o trânsito”

TEMA: Trânsito

1.    Justificativa

Durante o estudo da realidade, na Escola Municipal de Educação Infantil, observei que existia interesse do grupo em trabalhar as questões de trânsito. Assim como foi observado à necessidade de o grupo inserir no seu dia-a-dia algumas regras e normas para melhorar a dinâmica das brincadeiras no pátio e na sala de aula.
As crianças utilizam diferentes meios de locomoção para chegar à escola: automóveis, escolar, moto, etc., por isso o trânsito faz parte de suas vidas e, é importante que as crianças saibam sobre a importância da educação para o trânsito visando à diminuição de acidentes e, principalmente a formação de um cidadão responsável que aprenda a conviver melhor com os outros, valorizando as leis e regras para a organização da vida social.
O projeto busca conscientizar as crianças sobre a importância de conhecer e respeitar as regras de trânsito através de diferentes linguagens ajustadas às situações do cotidiano de forma lúdica e prazerosa.

2.    Objetivos e finalidades do Projeto

·         Adotar atitudes de segurança no trânsito.
·         Conhecer sinais e regras de trânsito.
·         Identificar as cores presentes na sinalização de trânsito.
·         Reconhecer e nomear os diferentes meios de transportes e suas finalidades.
·         Conhecer algumas funções do guarda de trânsito, e o significado das multas.
·         Estimular as percepções visual/ tátil e auditiva.
·         Pensar, argumentar e refletir sobre as questões do trânsito.


3.    Formas de mediação

Com base no interesse demonstrado pelo grupo na temática trânsito, foi colocado na sala objetos presentes do trânsito, como placas de sinalização, sinaleira e carros de brinquedo, a partir disso foi proposto uma problematização, onde os alunos se expressão de forma livremente sobre: O que já sabemos?, O que queremos saber?, Como vamos aprender?, Como vamos avaliar nossas aprendizagens?.

O QUE JÁ SABEMOS?
Que nas ruas passam carros, motos, caminhões, taxi, lotação, bicicleta, skate e pessoas.
As cidades têm placas.
O sinal vermelho da sinaleira indica pare e o verde indica siga.
O azulzinho dá multa e tem que pagar.
Criança tem que usar cadeirinha no carro e os pais cinto.
Os ônibus levam as pessoas para algum lugar.
A placa toda vermelha significa PARE.
O QUE QUEREMOS SABER?
Por que existem as placas?
Por que as placas são diferentes?
O que significa o sinal amarelo da sinaleira?
O azulzinho também é policial? Ele usa arma?
Por que os motoqueiros não usam cinto de segurança?
O que é essas listas brancas que têm no chão e aqui na frente da escola?
Por que o azulzinho dá multa?
COMO VAMOS APRENDER?
Fazendo trabalhinho com giz de cera, com massinha de modelar, com tinta, com sucata.
 Vendo filme.
Ouvindo história.
Pesquisando no computador.
Procurando nas revistas.
Vendo teatro.
Conversando com um azulzinho.
Se comportando com a profe.
COMO VAMOS AVALIAR?
Vendo quem fez os trabalhinhos.
Conversando com a profe na roda.
Vendo quem se comportou.
Colocando os trabalhos no corredor.
COMO VAMOS MOSTRAR O QUE APRENDEMOS?

·         Exposição dos trabalhos.
·         Vendo os trabalhos.

Durante a problematização foi preciso estimular os alunos a pensarem sobre o assunto e assim conseguirem se expressar e apontarem suas duvidas e idéias. Mas é fundamental que o projeto parta de um interesse real do grupo, que seja construído e desenvolvido com eles.

Para poder estabelecer os vínculos entre os novos conteúdos e os conhecimentos prévios, em primeiro lugar é preciso determinar que interesses, motivações, comportamentos, habilidades, etc., devem constituir o ponto de partida. Para conseguir que os alunos se interessem é preciso que os objetivos de saber, realizar, informar-e e aprofundar sejam uma conseqüência dos interesses detectados, que eles possam saber sempre o que se aprende nas atividades realizadas e que sintam que o fazem satisfaz alguma necessidade. (ZABALA 2008, pg 94)


4.    Desenvolvimento:

·         Partir dos conhecimentos prévios das crianças sobre o conceito de trânsito, propondo brincadeiras em que devem se deslocar coletivamente, seguindo combinações e sinais a fim de explorar o ambiente da escola.
·         Explorar e identificar algumas placas de sinalização e combinar regras para as atividades de aula, brincando com as placas.
·         Brincadeiras com placas de trânsito em percursos no pátio e de “Guarda de Trânsito” e multas.
·         Contação de histórias referentes ao assunto.
·         Construção de carros com sucata.
·         Exibição de filme relacionado ao assunto.
·         Participação das atividades sobre trânsito realizando jogos e relatórios;
·         Reflexão como as crianças sobre deveres e comportamentos no trânsito.
·         Saída pedagógica na Fundação Tiago Gonzaga, Vida Urgente.
·         Conhecer um agente de trânsito.
·         Simulação de trânsito.




5.    Fechamento

·         Reflexão coletiva sobre o projeto.
·         Exposição dos trabalhos.

7.    Avaliação:

Será considerado para instrumento de avaliação:
·         Observação e registro do envolvimento do aluno nas atividades propostas, participação e presença, relacionamento com os colegas e professores, cumprimento das combinações.
·         Trabalhos produzidos, materiais utilizados, criatividade e interesse.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário